Mudanças no Blog!

Chega um momento na vida de todas as coisas em que elas se sentem impelidas a mudar. Seja por questões pessoais, seja por questões alheias à nossa vontade, as mudanças são necessárias para encaixar as novas ideias que vão surgindo ao longo da vida, das novas percepções de mundo, das novas experiências. Não é à toa que sempre há mudanças em nossas vidas cada vez que fazemos uma viagem, por exemplo. Contato com novas culturas, novas línguas, novos costumes e alimentos. Novas vivências que vão abrindo nossas mentes e moldando nossos espíritos para formas mais engrandecidas, para pessoas mais tolerantes, mais cidadãs.

“As mudanças são necessárias para encaixar as novas ideias que vão surgindo ao longo da vida”

Nada mais comum, portanto, do que um blog sobre viagens passar por uma mudança. Nesses cinco meses em que estou escrevendo, entre períodos de intensa produção e períodos mais escassos de textos, eu percebi qual a real vocação desse lugar. Tenho escrito sobre lugares em geral, focando nas cidades ou destinos como um todo, sem me deter em detalhes específicos, pitorescos de cada viagem. Tenho deixado passar muito das surpresas de cada lugar, das descobertas a pé que tanto permeiam as nossas viagens pelo mundo – Me diga se tem coisa melhor em viagem do que descobrir coisas novas?! -, nossas avaliações dos lugares, dos restaurantes, dos bares, dos museus, dos passeios. Tudo isso vinha ficando em segundo plano, na minha tentativa de informar a vocês sobre as cidades de uma maneira mais “turística” e não “viajeira”, entendem? É que eu tava achando a coisa meio seca, mecanizada e “dicionaresca”. Tá faltando – MAIS – paixão.

Viajar é isso. É apaixonar-se em movimento e pelo movimento. É encantar-se a cada esquina – ou falta dela, se você estiver em Brasília! -, a cada quadra caminhada, a cada prato saboreado, a cada metrô conhecido, até mesmo a cada selfie tirada! – Eu sou completamente a favor das Selfies! E eu preciso expressar mais essa paixão, esse encantamento nos detalhes das viagens. É nesse sentido, portanto, que o blog vai caminhar a partir de agora.

“Viajar é apaixonar-se em movimento e pelo movimento”

Nossos olhares e textos, por consequência, estarão mais focados nos detalhes, nas coisas do dia a dia de cada lugar visitado. Nossas avaliações não serão imparciais, aviso logo, meu amado leitor. Não. Elas serão parcialíssimas. Um reflexo de quem nós somos e de como nos relacionamos com cada experiência de viagem. Se aprovamos ou detestamos um passeio ou atração. Se tal restaurante, na rua sem saída de tal país tem mesmo um prato que valha a pena se desbancar até lá ou se aquela atração – SkyRide – no Top of the Rock, Nova Iorque, ao custo de US$75, vale o  preço (não vale, pule essa fogueira)

Claro, e óbvio, continuaremos com as informações das cidades em geral, dicas de transportes, de passeios e etc. Mas, nossa intenção não é fazer um guia de turismo e, sim, um relato de experiências, de vivências. Nossa visão pessoal, portanto, estará cada vez mais exposta! Nossa intenção, também, é ter mais contato com vocês, leitores. Saber o que vocês pensam, o que esperam. Troca. Essa vai ser nossa nova palavra de ordem.  É isso que queremos!!! E acho que vocês também, né? Então, preparem-se!

Fazendo curva a 45 graus Leste, agora! =D

Translate »