As delícias de Tiradentes

Se você ama uma boa comida, Tiradentes é um destino para guardar no coração (comida mineira, amor verdadeiro, amor eterno)!!

Sim, passamos uma semana se acabando nas delícias da cidade que ama uma fartura! A começar pelo café da manhã da nossa pousada (Villa Allegra) que toda manhã trazia no seu buffet pãezinhos de queijos saídos na hora, bolos e bolos, pães artesanais, e outras delícias. Mas além do pão de queijo, descobrimos uma delícia mineira que a gente sempre pedia para petiscar nos bares – pastel de Angu. Experimente recheado com camarão ou queijo minas e se apaixone também. O bolinho de jerimum recheado com carne seca e acompanhado de uma boa pimenta mineira também tem um lugar reservado no coração.

Durante o almoço geralmente optávamos por petiscos mesmo. A região da praça principal traz as melhores opções e há desde botecos a self service de comida mineira servida no fogão à lenha. Bistrôs e barezinhos que trazem o agito noturno também estão por ali.

Dois destaques de opções feitas por nós em almoços mais fartos: o Bistrô Divagar Gourmeco, localizado perto da igreja matriz, é um bistrô de um proprietário italiano (eu acho) que traz suas origens para o menu focado em massas e risotos. O cardápio não é fixo, e possui preços até atrativos (principalmente levando em conta que os preços em Tiradentes são em geral mais salgados). Optamos por um risoto de gorgonzola com favo de mel e um parpadelle. Ambos estavam impecáveis, destaque tb para a caipirinha frozen com mel.

risotodearroz
Risoto de gorgonzola com favo de mel. FANTÁSTICO!

O Ora pro Nobis é localizado na rua do chafariz e possui uma área externa deliciosa com uma decoração rústica. O atendimento foi feito pelo próprio chef, super simpático e atencioso (como quase todo lugar na cidade). O restaurante é recomendadíssimo e possui comida mineira de primeira qualidade pra comer sem pressa. A primeira vista pode parecer bem $algado, mas bastou os pratos chegarem pra vermos que não era bem assim, as porções são ENORMES de fartas.

orapronobisEntrada bucólica do Ora pro Nobis.

Fomos almoçar após uma trilha de 10 km pela Serra de São José, azul de fome que estávamos, pedimos uma porção de linguiça mineira, uma massa de 4 queijos para Rodrigo, e meia porção de lombo à mineira para mim. Gente, só a porção de linguiça (que vem flambada em cachaça mineira) já era uma refeição completa.

orapronobis2

A meia porção de lombo à mineira então, servia tranquilamente 3 pessoas. Foi uma fartura. O lombo estava desfiando, acompanhado de tutu à mineira mega delícia e uma farofa de banana que até hoje sonho com ela. Não dei conta do recado, não coube… fui embora com muita tristeza no coração por deixar o melhor lombo da minha vida.

orapronobis3

Pausa cultural – O Ora pro Nobis é o prato típico da cidade, e obviamente tem destaque no restaurante. Consiste em frango cozido com a erva “ora pro nobis”. Reza a lenda, era uma planta que nascia pelos muros da cidade colonial e que os escravos pegavam para preparar ensopados, pois sua folha é carnuda e lhes forneciam bastante energia. Leva esse nome porque apenas na hora do “ora pro nobis” da missa os padres ficavam distraídos por tempo  suficiente e assim os escravos conseguiam pegar suas folhas escondidos. Não encarei, mas pra quem tem curiosidade dá pra experimentar em algum self service da cidade.

As maiores extravagâncias deixamos para o jantar. A começar pela pizzaria do Seu Barthô, também na rua do Chafariz, que foi simplesmente a melhor pizza da nossa vida! Sem exagero! Massa incrível, fininha e crocante, recheio farto, ingredientes selecionados, perfeito! E como a gente gosta de passar bem, a entrada ainda teve crostinis super fininhos e crocantes temperados com lemmon peper e de sobremesa pizza de doce de leite e requeijão cremoso <3

Tragaluz é provavelmente o restaurante mais comentado de Tiradentes. Com um cardápio lindo em formato de Revista e ilustrações infantis ele conta a história da criação do restaurante e você já começa a se apaixonar. Com ambientes charmosíssimos no salão interno ou no jardim à meia luz,é a opção para aquele “jantar romântico”. Com foco para carnes e aves, a galinha pintada (não a azul que canta) é o destaque da casa, mas fomos de bife de ancho e contra filé mesmo. Pontos perfeitos e acompanhamentos idem. De sobremesa fomos com a vedete da casa, já citada até no NY Times, goiabada grelhada com crosta de castanha de caju sobre uma calda de requeijão cremoso acompanhada de sorvete de goiaba – não tem como isso dá errado, né?! <3 <3 <3. Por favor, mesmo que não queria jantar no Tragaluz, vá apenas para a sobremesa, você não se arrependerá.

tragaluz
Prato de filé do Tragaluz

Para os maiores tesouros dos doces de Tiradentes há 2 lugares que não podem deixar de serem visitados!

Chico Doceiro é um simpático senhor que vende doce de leite feito no seu mega tacho de cobre na frente dos clientes. Sua venda, com cara de garagem da própria casa,  é localizada numa região bem residencial (mas que todo mundo sabe onde fica). Além do doce de leite delicioso no canudinho, com massa própria e mega crocante, há outros docinhos como cajuzinhos e doce de abóbora, mas nada se compara a perfeição do canudinho de doce de leite. Seu chico é uma figura e adora bater um papo, não aguentei e tirei até foto com ele.

IMG_5167

E para fechar – doceria For de Lótus, com 2 lojas na cidade, duvido que você consiga parar lá apenas uma vez. A loja possui prateleiras abarrotadas de compotas e geleias caseiras, pimentas de todos tipos e ardências, frutas cristalizadas, casquinhas de limão e laranja açucaradas, doce de leite de diversos sabores embalado na palha, queijos artesanais mineiros, resumindo, O PARAÍSO. Claro que trouxemos um pequeno carregamento de tudo isso para casa. E outro pequeno carregamento que consumimos lá mesmo. Mas algo merece o meu amor eterno, a bala de coco recheada, ou um pedacinho do paraíso se derretendo na sua boca. Gente! É uma balinha mole de coco com recheio de brigadeiro, maracujá ou abacaxi! Muito amor para sempre!!! Se tivesse trazido um container dela tão teria sido suficiente.

flordelotus

Se tiver indo para Tiradentes, pode se esbaldar em todas as delícias, são muitas, e deixa pra se preocupar com calorias só na volta. Aproveita essa terra da comida faaarta e da boa hospitalidade. E por favor, traga balinhas de coco para mim!

Um comentário em “As delícias de Tiradentes

Os comentários estão desativados.

Translate »